Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/11010
Título: Importância da pesca lúdica e desportiva no Nordeste Transmontano
Autor: Miranda, Fernando
Teixeira, Amílcar
Palavras-chave: Pescadores
Inquéritos
Pesca desportiva
Nordeste Transmontano
Data: 2013
Editora: Sociedade Portuguesa de Ciências Florestais
Citação: Miranda, Fernando; Teixeira, Amilcar (2013) - Importância da pesca lúdica e desportiva no Nordeste Transmontano. In 7º Congresso Florestal Nacional. Bragança: Sociedade Portuguesa de Ciências Florestais. p. 340-349. ISBN 978-972-99656-2-3
Resumo: No ano de 2012, foi feita uma caraterização da pesca lúdica e desportiva do Nordeste Transmontano, baseada num universo de 120 inquéritos realizados a pescadores entrevistados maioritariamente nas bacias hidrográficas dos rios Sabor e Tua. Foram obtidas informações relevantes, como o perfil, preferência pelo tipo de massa hídrica, frequências de viagens, motivação, gastos despendidos, interesse em competições, vigilância e legislação existente. Nesta região do norte de Portugal, os pescadores revelaram preferência por espécies autóctones, com especial predominância pela truta, e ainda pelo barbo, boga e escalo, mas também se verificou um aumento do interesse na pesca ao achigã e ao lúcio, de introdução relativamente recente. Foram ainda identificadas pressões sobre os recursos piscícolas resultantes da sobrepesca, poluição, regularização e degradação das galerias ripícolas. Surgiram também indicações acerca da necessidade de comunicação entre pescadores, serviços estatais e investigação e ainda do envolvimento do público e dos media, através do desenvolvimento de diferentes ações de informação, sensibilização e educação. Tendo em conta a baixa produtividade piscícola que caracteriza as águas oligotróficas dos rios do Nordeste de Portugal, é sugerida a necessidade de evolução para: 1) técnicas de pesca sem morte (i.e. catch and release); 2) uso exclusivo de iscos artificiais; 3) criação de zonas de proteção adequadas; 4) criação de parques de pesca; 5) aplicação de técnicas de melhoria do habitat em zonas degradadas; 6) melhor gestão das zonas concessionadas; 7) medidas legislativas apropriadas; 8) melhor gestão e ordenamento das massas hídricas. Importa ainda realçar que as albufeiras dos Aproveitamentos Hidroelétricos do Baixo Sabor (AHBS) e de Foz Tua (AHFT) poderão, num futuro próximo, atrair muitos pescadores não residentes, de Portugal, Espanha e outros países, e potenciar os benefícios diretos (e.g. nº de licenças, equipamentos) e indiretos (e.g. restauração, alojamento) associados à pesca na região.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/11010
ISBN: 978-972-99656-2-3
Aparece nas colecções:CIMO - Artigos em Proceedings Não Indexados à WoS/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
7CFN_Importância da pesca lúdica.pdf5,47 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.