Biblioteca Digital do Instituto Politécnico de Bragança   Instituto Politécnico de Bragança

Biblioteca Digital do IPB >
Escola Superior de Tecnologia e Gestão >
Economia e Gestão >
DEG - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10198/1040

Título: A região Norte de Portugal e a preferência da procura turística: Litoral versus Interior
Autor: Fernandes, Paula O.
Monte, Ana Paula
Castro, José Paulo
Palavras-chave: Turismo
Dormidas
Hóspedes
Destinos turísticos
Índice de preferência
Teoria do sentimento do investidor
Issue Date: 2003
Editora: APDR
Citação: Fernandes, Paula O.; Monte, Ana Paula; Castro, José Paulo (2003) - A região Norte de Portugal e a preferência da procura turística: Litoral versus Interior. Revista Portuguesa de Estudos Regionais. ISSN 1645-586X. p.57-63
Resumo: Este artigo procura analisar a evolução da preferência da procura turística nas diferentes sub-regiões que integram a Região Norte de Portugal. Para este efeito calculou-se o Índice de Preferência comparando o destino do Litoral face ao Interior, no período de 1997 a 2001 e tendo como enquadramento teórico a Teoria do Sentimento do Investidor. Desta análise concluiu-se que, o Índice de Preferência indicia que os turistas preferem o destino turístico Litoral ao Interior, no período considerado. Quando se procedeu ao cálculo do Índice de Preferência tendo em conta a nacionalidade dos turistas, verificou-se que tanto os estrangeiros como os nacionais têm revelado uma progressiva preferência pelo Interior em detrimento do Litoral, indiciando que o Interior tem vindo a exercer uma crescente atracção sobre os mesmos, pelo que o Litoral poderá estar a perder competitividade face ao Interior.
This article aims to analyse the evolution of preferences regarding tourism demand in the various sub regions that make up the Northern Region of Portugal. To achieve this, the Preferential Index has been calculated using the Investor Sentiment Theory as a theoretical framework. This analysis has done through a comparison of Coastal and Inland destinations, during the period of 1997 to 2001. The conclusion reached after this analysis is that the Preferential Index enables us to state that tourists prefer Coastal to Inland destinations for this period. Nevertheless after calculating the Preferential Index bearing in mind the tourists’ nationality, there has been a progressive preference of both national and foreign tourists towards Inland destinations in detriment of Coastal areas. In other words, it is possible to assume that competitiveness of Coastal regions is diminishing in relation to the Inland.
URI: http://hdl.handle.net/10198/1040
ISSN: 1645-586X
Appears in Collections:DEG - Artigos em Revistas Não Indexados ao ISI

Files in This Item:

File Description SizeFormat
revista_1.PDF1,47 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 


  © Instituto Politécnico de Bragança - Biblioteca Digital - Feedback - Statistics
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE