Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10198/10131
Título: Vantagens e dificuldades da apicultura Portuguesa em modo de produção biológico
Autor: Gomes, Mário
Dias, L.G.
Cabo, Paula
Vilas-Boas, Miguel
Casaca, João
Palavras-chave: Apicultura
Modo de produção biológico
Data: 2013
Citação: Gomes, Mário; Dias, Luís G.; Cabo, Paula; Vilas-Boas, Miguel; Casaca, João (2013) - Vantagens e dificuldades da apicultura Portuguesa em modo de produção biológico. In 7º Congresso Florestal Nacional. Vila Real
Resumo: Em Portugal, segundo dados oficiais de 2010 da Direção Geral de Alimentação e Veterinária, a apicultura em Portugal é realizada por 17.291 apicultores com um total de 562.557 colonias. Estes números incluem um número reduzido de 119 operadores registados no modo de produção biológico, com um total de 15.927 colonias. A atividade apícola em modo de produção biológico em Portugal esta assim muito abaixo de outros países Europeus, como é exemplo a Itália com mais de 100.000 colonias (8% do total de colonias). Para conhecer os fatores que restringem a expansão em Portugal da apicultura em modo de produção biológico, a Federação Nacional dos Apicultores de Portugal em colaboração com o Instituto Politécnico de Bragança promoveu o projeto BIOIMPACT. Este projeto funciona como um promotor da apicultura neste modo de produção, pois trás para a discussão as dificuldades e carências atuais da atividade, mas também identifica as vantagens competitivas no setor. Os resultados do trabalho, correspondendo a 118 entrevistas, permitem estabelecer um perfil dos apicultores que operam em modo de produção biológico: apenas 23% dos entrevistados tem a apicultura como principal atividade e, embora 3 maioria (92%) considere que o mel certificado em MPB garante um valor acrescentado, também apresentaram problemas ao nível da produção e comercialização. A eficácia dos tratamentos contra a Varroa e evidenciada como o maior obstáculo, apontando-se a necessidade de desenvolver métodos alterativos e mais eficientes. Na comercialização as maiores dificuldades referem-se ao preço pago ao apicultor e o volume reduzido de produção, verificando-se que das 290 toneladas de mel certificado apenas 5% são exportados.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10198/10131
Aparece nas colecções:CIMO - Resumos em Proceedings Não Indexados à WoS/Scopus

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
7enc_florestal.pdf3,15 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.